Blog

Matriz insumo-produto

Estudo realizado pela Labor Rural revela a importância da assistência técnica e gerencial aos produtores de leite para a economia de Minas Gerais.

 

O objetivo deste material é destacar a importância da assistência técnica aos produtores de leite para a economia de Minas Gerais, em termos de atividade econômica, geração de renda e impostos. Por meio da renda bruta alcançada pelos produtores de leite assistidos, bem como das projeções realizadas com base nessa variável, é possível analisar os efeitos multiplicadores na economia. Para a análise será utilizado o modelo insumo-produto, que é o resultado de um sistema de equações que descreve as relações de compra e venda entre os setores da economia. Seu objetivo fundamental é analisar a interdependência entre os setores econômicos. Neste caso, será utilizado a matriz insumo-produto de Minas Gerais, já que o interesse é avaliar o impacto na economia mineira. Todos os valores aqui foram corrigidos para o mês de abril de 2020.

 

Minas gerais x Fazendas atendidas

 

Considerando os dados dos produtores de leite de Minas Gerais e os dados dos produtores de leite assistidos pela Labor Rural, é possível comparar os impactos causados na economia mineira pela inserção da renda bruta desses produtores que recebem assistência técnica. Em resumo, uma vaca dos produtores de leite assistidos pela Labor Rural gera R$ 9.567,22 em renda bruta por ano para a economia mineira, enquanto, em média, uma vaca dos produtores de leite de Minas Gerais gera R$ 4.168,08 por ano. Na Tabela 1 é possível verificar os resultados proporcionados pela expansão da renda bruta dos produtores de leite no setor econômico de Leite de vaca e de outros animais da matriz insumo-produto de Minas Gerais. Os resultados foram apresentados em termos de ganhos na atividade econômica, impostos e, salários e lucros, proporcionado pela adição de renda bruta anual por vaca dos produtores de Minas Gerais e por aqueles que possuem assistência técnica e gerencial continuada.

 

Tabela 1 – Efeito sobre a economia de Minas Gerais proporcionado pela renda bruta anual por vaca dos produtores de leite de Minas Gerais e daqueles assistidos pela Labor Rural

Fonte: Resultados da análise

 

Para cada vaca de produtores com assistência técnica estão sendo gerados R$ 11.188,98 em valor bruto da produção (atividade econômica), R$ 377,71 em impostos e R$ 2.910,58 em salários e lucros por ano a mais do que a média de vacas dos produtores de Minas Gerais. Portanto, analisando os efeitos gerados pelo crescimento extensivo da produção de leite para a economia mineira, pode-se concluir que por cada litro de leite produzido nas fazendas com assistência técnica, são gerados R$ 3,36 em atividade econômica, R$ 0,11 de impostos e R$ 0,87 em salários e lucros. Esses valores mostram o quão importante é a atividade leiteira e a assistência técnica para a economia do Estado.

 

Fazendas assistidas (Ano Inicial)

X

 Fazendas assistidas (Último ano)

 

Com o intuito de comprovar a importância da manutenção de programas de assistência técnica e gerencial para os produtores de leite, como os prestados pela Labor Rural, comparou-se o impacto causado na economia de Minas Gerais somente entre os produtores assistidos, utilizando a renda bruta gerada no ano inicial de assistência (janeiro/2014 a dezembro/2014) e a renda bruta no último período analisado (janeiro/2019 a dezembro/2019), de um mesmo grupo de produtores. Os resultados apresentados na Tabela 2 referem-se aos impactos na atividade econômica, impostos e salários e lucros, proporcionados pela expansão da renda bruta dos produtores de leite do setor econômico de Leite de vaca e de outros animais da matriz insumo-produto de Minas Gerais.

 

Tabela 2 – Efeito sobre a economia de Minas Gerais proporcionado pela renda bruta anual por fazenda dos produtores de leite assistidos pela Labor Rural no ano inicial e final

Fonte: Resultados da análise

 

Como observado, o acompanhamento técnico e gerencial contínuo gerou R$ 598.805,03 em valor bruto da produção (atividade econômica), R$ 20.193,00 em impostos e R$ 155.766,52 em salários e lucros no período de cinco anos em média a mais por fazenda assistida para a economia mineira. Estes resultados representam R$ 119.761,01 em valor bruto, R$ 4.038,60 em impostos e R$ 31.153,30 em salários e lucros por ano de assistência por fazenda. Portanto, a assistência técnica e gerencial aos produtores contribuiu para uma maior geração de renda nas fazendas assistidas, que proporcionou maiores impactos na economia mineira, aumentando a atividade econômica, a geração de impostos e a renda de funcionários e empresários. Após este período, houve um aumento de 76,9% na renda bruta por fazenda ou crescimento de 15,4% por ano entre o primeiro e o sexto ano, resultando em um aumento proporcional para a economia mineira em cada fator analisado.

 

Fazendas assistidas x Valores projetados

 

Os programas de assistência técnica e gerencial continuada buscam, dentre outros objetivos, alcançar a máxima eficiência do produtor rural na utilização dos recursos disponíveis. Desta forma, através da análise de eficiência foi possível quantificar o ganho potencial no produto caso sejam eliminadas as ineficiências dos produtores assistidos pela Labor Rural em Minas Gerais. Utilizando os valores médios das medidas de eficiência e considerando que existem produtores que operam na eficiência máxima, foi possível projetar a renda bruta potencial desses produtores caso se tornassem eficientes. Os dados apresentados na Tabela 3 referem-se aos ganhos médios de renda bruta que podem ser obtidos ao corrigir os problemas de uso inadequado de insumos e de escala incorreta de produção.

 

Tabela 3 – Simulação de ganhos possíveis de renda bruta por fazenda assistida após a correção das ineficiências

Fonte: Resultados da análise

 

Em média cada produtor assistido poderia aumentar sua renda bruta em até R$ 107.095,76 anuais, isto é, um acréscimo de 19,0%. Portanto, este seria o potencial imediato de ganho de renda caso o produtor siga as instruções da assistência técnica e gerencial providas pela Labor Rural. Desse modo, considerando o ganho médio possível na renda bruta caso o produtor passe a produzir de forma mais eficiente, pode-se calcular os impactos para a economia mineira (Tabela 4). Como observado, o acompanhamento técnico e gerencial no próximo período pode gerar para economia mineira R$ 221.941,30 em valor bruto da produção (atividade econômica), R$ 7.484,34 em impostos e R$ 57.733,36 em salários e lucros em média por fazenda assistida.

 

Tabela 4 – Simulações do impacto da correção de ineficiência por fazenda na produção de leite sobre indicadores econômicos de Minas Gerais

Fonte: Resultados da análise

 

PRINCIPAIS CONCLUSÕES

 

É nítida a importância da assistência técnica e gerencial na movimentação da economia, na geração de impostos e renda aos indivíduos em todos os setores da economia mineira;

 

Os impactos na economia mineira proporcionados pelos produtores com assistência técnica e gerencial são 129,5% maiores por vaca em comparação com a média dos produtores de leite de Minas Gerais;

 

A renda bruta adicional por fazenda proporcionado por seis anos de assistência técnica e gerencial gerou para a economia mineira um aumento de 76,9% em valor bruto, impostos e renda, quando comparado ao primeiro ano de assistência;

 

A assistência técnica e gerencial contribuiu para um aumento médio de 15,4% em valor bruto, impostos e salários e lucros por fazenda assistida por ano para a economia mineira;

 

O mantenimento da assistência técnica e gerencial e a busca pela máxima eficiência dos produtores atuais pode proporcionar um aumento de 19,0% em valor bruto de produção, geração de impostos e salário e lucros para a economia mineira no próximo ano;

 

Para cada litro de leite produzido nas fazendas com assistência técnica são gerados em média R$ 3,36 para a atividade econômica, R$ 0,11 em impostos e R$ 0,87 em salários e lucros para a economia mineira.